EuropeAid. Ambiente. São Tomé e Príncipe.

Projeto AMCC – Redução da Vulnerabilidade Climática em São Tomé e Principe 

Ambiente.

São Tomé e Príncipe.

Até 16 de Fevereiro de 2017.

O Ministério do Negócios Estrangeiros e Comunidades de São Tomé e Príncipe convida à apresentação de propostas no âmbito do projeto Redução da Vulnerabilidade Climática em São Tomé e Principe. O objetivo geral do presente convite à apresentação de propostas é consolidar os esforços de desenvolvimento da Republica Democrática de São Tomé e Príncipe, em particular em matéria de redução de pobreza e segurança alimentar.

O objetivo específico do presente convite à apresentação de propostas é o de reforçar a capacidade dos intervenientes locais dos Distritos de Lembá e Mé-zóchi para gerir a vulnerabilidade climática e seus efeitos adversos em meio rural de maneira integrada e sustentável.

As ações elegíveis devem enquadrar-se nas áreas da agricultura, da água (irrigação) e da gestão das florestas, no plano técnico e físico (reabilitação de redes de irrigação, erosão, prevenção de incêndios, reflorestação, etc) e também no plano dos factores humanos subjacentes (procura de produtos florestais, alternativas económicas, sensibilização, organização social, capacidades, etc).

Serão apoiadas, entre outras, as seguintes acções: Acções de adaptação e de redução da vulnerabilidade no domínio agrícola, de gestão florestal, de gestão dos recursos naturais e de gestão das áreas protegidas; Favorecer o acesso à energia renovável no meio rural; Acções estruturantes de segurança alimentar e nutricional, incluindo intervenções nas infraestruturas produtivas e práticas de cultivo de espécies vegetais adaptadas a determinadas zonas, incluindo espécies resistentes à seca e à pluviosidade baixa; Promoção de sistemas agroflorestais e de técnicas de conservação dos solos (práticas de controlo da erosão, prevenção de incêndios, reflorestação, uso do composto orgânico, entre outros); Implementação de atividades geradoras de rendimento de interesse comunitário; Experiências piloto de criação de aldeias climaticamente inteligentes e de agricultura inteligente; Reforço das competências relacionadas com a melhoria da resiliência às mudanças climáticas.

O valor das subvenções a atribuir deve situar-se entre os EUR 150,000 EUR e os EUR 500,000. A duração prevista da acção deve situar-se entre os 24 e os 36 meses.

Os pedidos devem ser apresentados em conformidade com as instruções para a elaboração do documento de síntese e do formulário de apresentação do pedido completo.

As propostas devem ser apresentadas em português e enviadas por correio.

Toda a informação necessária à candidatura está disponível a partir de aqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s